Plagiando a física


Inércia: propriedade que têm os corpos de não poderem modificar, por si mesmos, o estado de repouso ou de movimento em que se encontram.
(Michaelis - Melhoramentos).

Plagiando a física

Inércia:
Propriedade que têm teu corpo
de não poder modificar,
por si mesmo,
o estado de repouso ou de movimento
em que se encontra,
sobre o meu.
(Nós – Melhores momentos)

Poetrix

Hoje, o monitor do meu computador teve um ataque epilético. Tremeu, espremeu-se todo como se fosse parir o bug do milênio, empalideceu e agora está dando seus últimos suspiros. Antes que ele vá pro saco, quero agradecer aos que leram meus curtos e grossos, postaram comentários gentís, citaram meu blog nos seus e enviaram emails surpreendentes. Retribuirei e tentarei não decepcioná-los. Emocionada aqui, gente. Valeu!
Aproveitando a linha informatiquês...:
httpm:/barra/barra/ e que barra!

Pode guardar seu cabo General Failure.
Meu slot está ocupado com um Mode(ss)m
de banda larga
.

Shutdown

Are you sure?
O que foi que eu fiz?
Oh, no! Ne me QUIT pass, please!
BOT
Formatei o disco rígido:
Troquei de sistema operacional,
instalei programas novos,
fiz upgrade,
passei anti-vírus
reinicializei.
Parabéns!
A instalação foi um sucesso!

Beleza!

Fiz o mesmo com o coração mole:
Formatei o passado,
mudei meu sistema de vida,
fiz plástica,
programei novas rotinas,
deletei velhos amores,
passei anti-vícios,
recomecei.
Fracasso total!
Não me reconheço!

Poetrix

Aniversário

Terceiridade, melhoridade, feliz idade...
Barbaridade!
Dá pra parar com essa medio(cr)idade?

Poetrix

MARILDA
por Josias Moreira de Alcantara

Parabens prá ti, Marilda
que provou alvissareira
Falar brincando CAZZILDA!
Versando a prosa fagueira.

Produz tranquila, sentada
sua reza, sua fé,
mas resolve na porrada
quando pisam no seu pé.

Corajosa e dedicada
independente, pois é,
essa mulher, na pedrada
inventou a marcha ré.

Me desculpa se tão chata
Faço rima sem parar
mas até chutando lata
já fizeram prá cantar

Hoje fiz poesia brincando
prá arrancar dos lábios seus
um sorriso mesmo branco
para rir dos versos meus 


Prá se ter felicidade
não basta apenas querermos
necessita-se da amizade
e também, a merecermos.


(Josias Moreira de Alcantara)

Josias Alcantara é poeta, trovador, escritor, professor de oratória, palestrante motivacional, radialista. Site do escritor Josias: http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=16980
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...