Crise existencial

                                             Na despedida da Marilda





                              Trilhar o desconhecido
Gritar o que te sufoca
Demonstrar tua raiva
Sair desse marasmo

Calar quando não tem certeza
Sucumbir ao que te emociona

Hibernar tua angústia
Magoar-se com a injustiça
Ignorar o que te consome

Viajar ao seu íntimo

Hibernar quando necessário
Ligar quando tiver vontade
Refletir sobre o que te preocupa
Estressar-se com o que não concorda
Sorrir quando tua alma quiser se desvelar

Rir quando teu corpo pedir

Chorar sem o sentimento de fraqueza
Entregar-se sem medo do fracasso
Temer a maldade alheia

Sonhar com a perfeição impossível
Assumir tua responsabilidade
Despir essa vergonha
Mostrar a tua cara

Arriscar sem garantias
Duvidar do que te prometem
Desejar o que te faz bem

Curtir os pequenos prazeres
Viver com alegria
Aprender a cada momento
  
Angela Cristina Cavichiolo Bussmann - 15.12.2009


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...