Dia após dia


Vão-se os dias,
cheios de compromissos.
Dois seios omissos
secam em desuso,
sob a blusa.

Vão-se noites vazias,
inundadas de insônia.
Em vão: estrelas, luas,
poesias, sonhos.

Esvai-se a vida
dissolvida
ao léu.

Se ao menos eu cresse em céu...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...