Samba do arnesto

Ai que feio!
Vim te ver
e tu não veio.

só pra matar a saudade

Aprendizado

O amor não vem com o desejo,
é uma graça,
um merecimento,
...uma oferta

Uma alvorada há muito esperada
que de repente se abre sobre a casa

Pode que se vá logo em seguida
ou que não mais volte
ou ao voltar
a vida é que tenha partido em despedida

Procurá-lo é vão
como apalpar uma manhã:

Os deuses naturais não cabem
nem nascem em nossas mãos

Adriano Smaniotto

piegas como le gusta

por Raul Pough

deixou-se envolver
pela prenda mais faceira

agora é tarde...

não adianta querer
tapar o sul com a peneira



Quase

Um pouco mais de sol - eu era brasa,
Um pouco mais de azul - eu era além.
Para atingir, faltou-me um golpe de asa...
Se ao menos eu permanecesse aquém (...)

Mário de Sá Carneiro

AIFU - Ação Integrada de Fiscalização Urbana fecha estabelecimentos em Curitiba


Eu não ía tocar nesse assunto, mas como costumo elogiar as boas ações que acontecem em Curitiba, não posso deixar de registrar as más ações que também acontecem por aqui. Vamos lá:

Ivan Justen, Bárbara Lia, Marilda Confortin - Wonkademia
Um debate sobre a literatura paranaense, aberto a todos, salpicado de poesia e música. Todas as terças-feiras no Wonka.

Poetrix





Natureza morta

No tronco decepado
arara ferida
choca o machado

Poetrix

Folhas (vidas)secas - autor da foto: Meira
      
DOMINGO DE (graciliano) RAMOS


O que seria de nós
sem paixão e fé?
- Vidas secas

CEI Maestro Bento Mossurunga

Dia 19 eu e o professor Arioswaldo estivemos participando da Semana Literária da Escola Municipal Maestro Bento Mossurunga, no Alto Boqueirão. Muito interessante o trabalho que as agentes de leitura da biblioteca escolar estão fazendo lá, em especial a professora Rubia. Com o apoio da diretora Leila e dos outros professores, criaram grupos de poesia, contação de história e teatro.

Gostei muito de ter visto no mural da escola poemas do Marcos Prado, da Helena Kolody e do Leminski, grandes escritores paranaenses. Pena não lembraram de nenhum poeta vivo...

a banda mais bonita da cidade (de Curitiba)

Quantos mil acessos em 3 dias? Mais de 600 mil? AFE!
Que bom ouvir vocês!
O coração não é tão simples quanto a gente pensa, mas essa oração é simples,
simplesmente linda, delicada e inspiradora. Grudou no meu ouvido.

Viva a banda mais bonita da cidade de Curitiba!


ó! ó o Léozinho aí!
Tive um dia farto
ao apagar a luz, minha sombra
tomou conta do quarto

Álvaro Posselt - Curitiba

Cantorias e Parcerias no Paiol

Mais uma mostra das parcerias entre os músicos paranaenses. Tem que ir. São artistas muito bons. São muito melhores do muitos que estão na mídia por aí. Sexta e sábado, as 21 horas, no Paiol.

Lucimara, Rafinha e Tatára ARRASARAM!
Agora estou indo lá assistir a Sonia (autora do projeto), o Ray e o Oliva.

QUE CRESCAM E SE MULTIPLIQUEM ESSAS PARCERIAS.

Wonkademia



Ontem, terça-feira, no Wonka,  Bárbara Lia, Ivan Justem e eu  participamos de um bate-boca poético. De repente a Deisi, me saiu com essa pérola:


Wondacademia
por Deisi Giacomazzi Silva

Marilda atravessou
enquanto
...Bárbara Lia.

A Deisi resumiu o espírito do VOX Urbe e da Woncademia que acontece todas as terças-feiras no Wonka Bar: Atravessar, versar, virar do avesso, fazer travessuras, brincar, falar sério e se principalmente divertir. Muito bom.  

LAU SIQUEIRA - LANÇAMENTO LIVRO POESIA

conceito

não alongo
poemas

apenas curto

no máximo
s u r t o


LAU SIQUEIRA

LANÇAMENTO DO LIVRO POESIA SEM PELE EM CURITIBA: dia 10 de maio, no Brooklyn Café (Rua Trajano Reis, 36) A PARTIR DAS 19 HORAS

Vida - Antonio Thadeu Wojciechowski

... talvez hoje seja meu aniversário... meu pai fez tantas confusões nas certidões dos filhos que não tenho certeza. Mas, adotei esse dia pois acredito que minha mãe não tenha se enganado. Entre tantas mensagens maravilhosas que recebi dos amigos, selecionei esta que segue abaixo. Um poema do Thadeu. Nosso maior poeta com certeza. Obrigada polaco da barreirinha.
Vida

um ano a mais
um ano a menos
que diferença faz
quando já somos
mais ou menos
mais suaves
mais sábios
mais fortes
mais justos
e de mais a mais
cromossomos

um ano a mais
um ano a menos
a vida é cais
e lá vão nossos sonhos:
barcos pequenos

um ano a mais
um ano a menos
lendo os sinais
nos esquecemos
e quando nos lembramos
é tarde demais

um ano amais
outro odiais
um ano demais
outro de menos
um ano tanto fez
outro tanto faz
um ano como nunca houve outro
um ano sem pagar e só levando o troco

um ano que vem
um ano que vai
e os mesmos ais
mais amenos

Antonio Thadeu Wojciechowski
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...