RESTOS DE ONTEM


(Marilda Confortin)


Très bien...
cá estamos nós
a sós,
entre papéis de presentes, 
Enfeites desfeitos, 
Noéis e laços de Natal.

Tudo continua igual.
Non, rien de nouveau
O mundo não acabou
e mais uma vez 
vamos comer
les restes d´hier.

Vesti um peignoir
para combinar com a lingerie
que você me deu
exscusez-moi, mon amour 
nem cheguei a tirar.
Dormi antes de você 
apagar o abajour.

Fiz um patê
com as sobras do peru,
um sagu de cabernet sauvignon,
pudim de pão, rabanada
e uma salada de agrião.

“Non, rien de rien
Non, je ne regrette rien”

Eu também não, meu bem. 
Por você
eu comeria todo dia
“restê d´ontê”


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...